domingo, 21 de junho de 2009

História e paganismo


Quem agora conhece a antiga linguagem da Lua? Quem agora fala com a Deusa ?... Só as pedras agora se recordam do que a Lua nos disse há muito tempo, e o que nós aprendemos com as arvores, e as vozes das ervas e dos cheiros das flores... (Tony Kelly, "Pagan Musings" 1970)

A wicca é uma dentre muitas religiões neopagães, e pode ser dividida em diversos tipos, a depender da dinâmica e prática de cada grupo.

O nome pagão era referente as pessoas que viviam nos pagos , no campo, e tinham por religião o culto a diversos deuses, com o cristianismo os pagãos foram vistos como pessoas do mal, que cultuavam o diabo, muitos mitos foram criados em relação aos bruxos, que acabaram levando muitos à inquisição como pecadores.Hoje, pagão virou sinônimo de pessoa que não foi batizada pela igreja católica.

“Na velha Europa, a sociedade que cultuava a Deusa foi vítima do ataque de poderosos guerreiros orientais - os kurgans. O Cálice foi derrubado pelo poder da Espada. Outro fator decisivo para tal transformação foi o crescimento da população, que levou as sociedades arcaicas à "domesticação da terra". Os homens tinham que dominar a natureza, para obrigá-la a produzir o que queriam. Com a descoberta de que o sêmen do homem é que fecunda a mulher(acreditava-se que esta gerasse filhos sozinha), estabeleceu-se o culto ao falo, sendo este difundido pela Europa, Egito, Grécia e Ásia, atingindo o seu ápice na Índia. Com o advento do monoteísmo, e patriarcado - e a conseqüente dominação da mulher - o culto ao falo estabeleceu-se em definitivo. "O monoteísmo não é apenas uma religião, é uma relação de poder. A crença numa única divindade cria uma hierarquia - de um Deus acima dos outros, do mais forte sobre o mais fraco, do crente sobre o não-crente."
Jeová, Deus dos Hebreus, em cujos mandamentos assentam-se as raízes da nossa civilização judaico-cristã - é o melhor exemplo do Deus patriarcal. Ele é um Deus guerreiro, que esmaga os inimigos do seu povo eleito com toda a sua força poderosa, esperando em troca fidelidade e obediência aos seus mandamentos. Ele trabalha com o medo.” HTTP://WICCAPORTOALEGRE.BLOGSPOT.COM/2007/04/SENHORA-DE-MINHA-VIDA-GUIA-ME-COM.HTML

Surge a época das “trevas” para os pagãos marcada por uma crescente dominação do patriarcalista e exclusão da mulher nos diversos setores sociais , culturais, políticos, econômicos, subjulgando-a a uma mera pecadora, e transformando a Deusa tríplice em uma mera mortal , virgem e subserviente ao Deus, fazendo com que a sociedade tivesse um desequilíbrio energético com uma brusca diminuição da influencia energética feminina, restringindo apenas a casa e afazeres domésticos.

Anos de crescente indignação fez com que mulheres de vários países se unissem criando o movimento feminista, que não veio como um grupo de oposição e sim de regularização, pedindo igualdade de direitos para mulheres e homens.

Uma das conseqüências do movimento feminista foi a tentativa de resgatar da imagem da mulher como deusa, e que através de muitas pesquisas trouxeram átona o que chamamos hoje de neopaganismo.

Neo , pois é uma nova roupagem do antigo paganismo adaptado para a atualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário